Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, nesta terça (23), cerca de 50m³ de madeira serrada transportados de forma irregular. Além de exceder o quantitativo do produto descrito no documento florestal, os policiais identificaram diversas espécies diferentes da autorizada. A abordagem ao veículo se deu na BR-116, em Salgueiro/PE.

Atendendo à solicitação dos agentes, o condutor apresentou Guia Florestal e Nota Fiscal válidas, porém os procedimentos de medição e identificação da carga apontaram duas divergências. A primeira delas foi a quantidade de madeira transportada.

Enquanto a documentação autorizava o transporte de 33m³ do produto, a medição apontou um excesso de mais de 17m³, totalizando 50.19 m³ de madeira serrada.

Os PRFs observaram que foi declarado nos documentos que a carga transportada tratava-se de madeira serrada da espécie Manikara Huberi (Ducke) Chevalier, popularmente conhecida por Maçaranduba, contendo Sarrafos, vigas, pranchas, tábuas e ripas.

Porém, uma análise minuciosa apontou a existência de outras cinco essências de madeira.

O veículo e toda a carga foram apreendidos e ficaram à disposição do IBAMA para apuração do cometimento do crime tipificado no parágrafo único do art. 46 da Lei de Crimes Ambientais: transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida para todo o tempo da viagem ou do armazenamento, outorgada pela autoridade competente.

Os comentários estão desativados.