Chega a 11 número de mulheres que denunciaram o médico de Caruaru por importunação sexual

120
(Acervo/JC Imagem)

Outras sete mulheres procuraram a 89ª Circunscrição Policial, em Caruaru, no Agreste, para denunciar casos de importunação sexual cometidos pelo médico radiologista, de 54 anos, que atende em um consultório do município. Na última terça-feira (9), o profissional foi preso em cumprimento a um Mandado de Prisão expedido pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru.

No total, 11 mulheres procuraram a polícia para realizar denúncias até esta quarta-feira (10). Uma vítima que realizou denúncia concedeu entrevista ao programa Sem Meias Palavras, da TV Jornal, e relatou como ocorreu o caso de violação sexual. Ela contou que teve coragem para denunciar o abuso depois que outras vítimas denunciaram.

A vítima relatou que achou estranho porque o médicou exigiu que ela tirasse toda a roupa para a realização de um exame de ultrassom e contou ainda que foi apalpada pelo médico. “Eu fui fazer apenas uma ultrassom de mama e ao terminar, ao invés de me liberar, ele ficou me acariciando. Ele acariciava e ficava fazendo perguntas pessoais, que não tinham nada a ver com o exame”, relatou a mulher.

O suspeito foi encaminhado a Penitenciária Juiz Plácido de Souza após cumprir a prisão preventiva e o advogado de defesa diz que as acusações contra o cliente serão esclarecidas em juízo e os fatos ocorridos dentro do processo estão sendo tramitados em segredo de justiça.

O Conselho Regional de Medicina (Cremepe) informou na noite dessa terça-feira (9) que vai apurar o caso. A polícia solicita que as pacientes que tenham sido vítimas do médico compareçam à 89ª Delegacia de Policia, para que as investigações sejam continuadas.

Os comentários estão desativados.